Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de um Intestino Irritável

Há quem diga que é o segundo cérebro do nosso corpo, há quem defenda que é o mais inteligente. Aqui ficam as crónicas de um intestino irritável com todas as suas peripécias e salamaleques.

Crónicas de um Intestino Irritável

Há quem diga que é o segundo cérebro do nosso corpo, há quem defenda que é o mais inteligente. Aqui ficam as crónicas de um intestino irritável com todas as suas peripécias e salamaleques.

Lista de compras

242397_413504882041654_1850793609_o.jpg
Miosotis, Lisboa 

 

Está na altura de voltarmos às compras e trazermos novas coisas boas e cheias de vida para os armários da nossa cozinha!

Esta semana, estão na lista:

  • Cevada Integral em grão cereais integrais
  • Alga Kombu alga
  • Trigo-sarraceno cereais integrais
  • Bulgur cereais integrais
  • Agrião vegetais
  • Abóbora vegetais
  • Rabanete vegetais
  • Feijão Azuki leguminosas
  • Feijão Preto leguminosas
  • Alga Wakame alga
  • Miso de cevada condimentos
  • Gomásio condimentos
  • Vinagre de ameixa e/ou arroz condimentos
  • Tekka condimentos
  • ShioKombu condimentos
  • Chá de cevada tostada
  • Mochi

Miosotis: me aguardiiiii!

 

Siga-nos no Facebook

Mousse de morango

11393204_10204186734737905_544315302483139960_n.jp

 

Na semana em que vim do retiro, deram-me uma cesta cheia de morangos!  Foi o Festival dos Morangos na aldeia onde cresci e voilá. 

Decidi fazer uma Mousse de Morangos - receita que aprendi na BioFamily - e foi perfeito. Em dias de muito calor, é refrescante e muito agradável.

Receita

# 1 colher de sopa de agar-agar
# 2 colheres de sopa de geleia de arroz
# 1l de leite de arroz
# 1 pequena pitada de sal

Por num tacho e cozinhar durante 15 min.
Levar ao frigorífico até ficar sólido.

# juntar 1 kg de morangos

Triturar tudo.

 

www.facebook.com/cronicasintestinoirritavel

A salvação

11407092_10204183896426949_1629238762332313530_n.j 

Uma das primeiras coisas que fiz, depois que decidi começar a integrar-me na Macrobiótica, foi o Patê de Tofu - que foi a minha salvação durante a primeira semana! 

Sempre que ficava com fome começava o caos: "e agora, o que vou comer?". Fiz esta maravilha, comprei pão de centeio biológico e comia Patê de Tofu a toda a hora. Feito.

Receita
250gr Tofu
Azeite
Sal
3 colheres de café de caril (tive de por umas 6)
1 colher de café de cominhos (tive de acrescentar e pus umas 3)

Misturar tudo na Bimby ou no 123 ou algo do género.

É bom e prático. Ontem vim do Yoga já tarde e bebi um leite de arroz e comi uma fatia de pão com o patê e uns mirtilos a seguir - deu muito jeito!

 

 

www.facebook.com/cronicasintestinoirritavel

Os primeiros filhos

hamburguer_seitan.jpg

Os primeiros filhos foram uns Hambúrgueres de Seitan acompanhados de massa de trigo biológico (apesar de ser Bio, existem opções mais recomendadas).

Ficaram bons, embora para chegarem ao delicioso tenham de levar mais uns perlimpimpins. Acho que pus farinha a mais... :) Comi 2 com gosto e ainda sobraram outros 4 usados num jantar para a mãe e cunhada.

Intenção: Saúde Perfeita

11351298_10204171535357930_8584225770014309951_n.j

Por causa da nossa irritabilidade, há muitos anos que a nossa alimentação é mais cuidadosa do que a grande maioria das pessoas: mas nunca demasiado rigorosa. Fritos, cafés, molhos, picantes - sempre nos irritaram e já eram deixados à margem do nosso pretensioso palato. Mas sempre gostámos de experienciar os vários paladares que à boca pudessem chegar. 

 

Provar, comer, cheirar, sentir e aconchegar: somos verdadeiros food lovers! Animar o espírito tendo a boca como meio pode tornar-se um hobby bastante apreciado e, por vezes, viciante. Olhar, sentir o aroma, por na boca, sentir a textura, mastigar, salivar, engolir: uma das coisas mais consoladoras para quem vive intensamente numa sociedade de informação activa em pleno século XXI!

 

Foi por isso que ficámos espantados - se é que não ainda mais irritados - quando no nosso Retiro "Ensinamentos da Índia", com Rute Caldeira, a mensagem era para trabalhar a nossa saúde perfeita. Contudo, depois de respeitarmos tamanha teimosia, demos por nós a apaixonarmo-nos.

 

Frequentamos os retiros da Rute Caldeira - Uma Dieta Espiritual - 2 vezes por ano. Até agora tem sido assim e, se mais houverem, a mais iremos. Para além do descanso, o enorme Amor partilhado pelo grupo que se junta em cada ocasião e os ensinamentos revelam-se preciosos. Confessamos que no dia da partida nos sentimos sempre... bastante medrosos, uma vez que vamos de uma forma e nunca sabemos como regressamos! São 3 dias de pura comunhão connosco mesmos, de partilha, onde o sentido de comunidade é recebido e integrado com emoção. São, também, 3 dias a renovar energias e a enfiar pérolas pela boca! Pérolas que debulham saúde. E posso garantir que quando comemos pratos feitos com Amor: até a nossa alma se lambuza! 

11095684_10204162193084379_9032363857657316204_n.j11393233_10204169717472484_3093225095134960370_n.j

 

O último retiro aconteceu em Maio de 2015 e aconteceu ao abrigo dos projectos Zen Family e BioFamily. Para além do Yoga diário, a BioFamily cozinha tendo em conta o estilo de vida e ensinamentos da Macrobiótica. A única aproximação ao que era a Macrobiótica que tínhamos tido, havia sido um comentário - há mais de 7 anos - de uma amiga que disse que a Macrobiótica era "algo complicado e cheio de detalhes - não havia paciência para a coisa". E nós, como gente prática que somos, interiorizámos esta indicação agradecidos. Quem é que gosta de complicações? Acontece que nesta estadia, algo mudou. Todo o alimento experienciado era acolhido com gosto e verdadeiro prazer. Não sabíamos explicar, não queríamos acreditar ou pensar muito sobre o assunto: apenas percebemos que algo tinha de mudar.

 

Desde então, a Macrobiótica e o Yoga entraram na nossa vida. Esperamos que nos acompanhem nesta mudança!

 

1384295_10204162190204307_8169868008509466557_n.jp11393122_10204162191124330_8770733731954988920_n.j 

OM

Ontem, ao sair do Yoga e enquanto conduzia até casa, vinha um carro cuja matrícula era **- OM -**. Não pude deixar de sorrir. :)

Quando o Intestino fala

Screen Shot 2015-06-12 at 16.15.10.png

 

Maravilhosos,

muitos devem perguntar-se o porquê de um nome tão "absurdo" para um blogue de partilha de pequenas coisas. Outros são capazes de achar: "normal, tantos blogues por aí com nomes realmente parvos: aqui está mais um". 

Depois de dar este nome ao meu blogue, achei que o facto merecia uma explicação! :)

Primeiro, foi o nome que me surgiu de repente e que senti - com todo o meu ser - que era adequado. Ah sim, esta justificação é válida e irão cruzar-se com elas em vários momentos por estas bandas, uma vez que levo muito a sério as minhas sensações ou intuições e estas informações disparatadas que me perseguem a mente. 

No fundo, este blogue é sobre a vida vista pelos meus olhos. Assim sendo, este nome vem ao encontro da minha personalidade uma vez que tenho uma forma peculiar de humor (alguns chamam-no de sarcasmo). Vem, igualmente, ao encontro de uma patologia - companheira de viagem - que me acompanha desde sempre: o síndrome do cólon irritável. Fazia, então, ainda mais sentido.

Pedi, também, a duas grandes amigas do coração que são homeopatas, para me descreverem o que representava, para elas, o intestino. Recebi as respostas - que partilho abaixo - e tudo continuava muito certo. E assim ficou o blogue baptizado.

 

O intestino por 
Magda Melo - Homeopata

 
Basicamente, o intestino tem a ver com a assimilação e eliminação. Assimilação dos nutrientes e eliminação de produtos não assimilados, daí a grande importância de um intestino saudável. Podemos ficar totalmente intoxicados com um intestino que não funciona capazmente e em grande deficit nutricional, se não assimilar devidamente.
 
E agora, depende da parte do intestino que pretendes.
Se for intestino delgado, está totalmente ligado à assimilação; o grosso, à eliminação.
 
e assim.... há vários significados!
 
Intestino Delgado:
Pertence ao elemento Fogo.
É auxiliado pelo fígado e pelo pâncreas. É aqui que se faz a digestão propriamente dita.
Ele representa a nutrição e portanto, a ligação com a Terra, com a Mãe biológica, que a representa. É aí que que se encontram os problemas com as pessoas do lar, da família, do trabalho e do orçamento familiar. É onde se encontram as raízes.
 
Pessoas com cancro no intestino delgado, são pessoas que não gostam de olhar de frente para os constrangimentos que têm. Têm medo de olhar. Como a pessoa tem medo, não olha. E é por não olhar, que a pessoa perde o discernimento. E assim, não consegue assimilar. Porque não olha, assimila tudo sem distinção (o bom e o mau). Isso é impossível de acontecer, é impossível assimilar-se tudo sem distinção. e assim, soltam, sem sequer assimilar.
 
Estas pessoas são incapazes de verbalizar os seus medos e a impotência para discernir. Têm sempre alguma coisa a dizer, são opinativas. Estão sempre em negação.
 
Quando a pessoa tem diarreias, o corpo está a dizer-nos: "não te agarres às consequências, não tenhas medo do que possa acontecer. Não te apegues". Assim, o corpo obriga a pessoa a "soltar".
 
As tensões de consciência, muitas vezes manifestam-se por espasmos e cólicas. Todas as tensões que a pessoa sente no intestino delgado, prendem-se com as suas raízes, com o lar, com o cônjuge, o trabalho e a Mãe biológica.
 
Intestino Grosso:
Pertence ao elemento Metal.
É o nível do submundo, do inconsciente, onde se dá a fermentação e a morte dos alimentos, para serem eliminados a seguir.
Problemas com o intestino grosso, mostram o corpo a revelar o submundo da pessoa. Saudável: o corpo a mostrar a sua verdadeira identidade.
 
Obstipação - a pessoa agarra-se ao que tem. É próprio de pessoas agarradas ao dinheiro. É um desejo de apego ao material.
 
O cancro do cólon, está como em todos os cancros, ligado à enorme tensão que a pessoa viveu e guardou para si, bem fechadinha. Esta tensão prende-se com uma contrariedade familiar, a problemas no lar, a uma sensação que a pessoa tem de que o que lhe fizeram é injusto.
 

 

O intestino por 
Manuela Viriato Alves - Naturopata e Homeopata

Na minha humilde experiência: tudo o que vive pulsa de Energia e toda essa Energia contém informação.
Acredito que a missão do terapêuta é acordar, despertar "O Médico Interior" que existe em cada um de nós... E é essa Força Vital que faz a grande diferença entre um paciente que se cura e outros que ficam na mesma patologia.

À luz da Naturopatia e Homeopatia esse "Médico", essa Força Vital "habita" no nossos intestinos. E a embriologia explica isso muito bem, visto que o estudo da embriologia descubriu que os órgãos formam-se à volta do intestino primitivo. Ou seja, com apenas duas semanas o embrião tem o sistema nervoso, a parte cerebral e o intestino primitivo formado. E o mais curioso é que até a ciência já reconhece que o intestino é o nosso segundo cérebro e que a nossa saúde depende da relação entre o cérebro e o intestino . Pois hoje já se sabe que existe uma mesma reacção química entre os respectivos neurónios; assim quando um se enerva o outro  sente em sintoma.

O intestino delgado está associado à Energia do 3º Chakra, o Plexo Solar, que fornece a dimensão final da tríade que compreende a nossa personalidade e que nos revela a forma em que nos mos no mundo externo. Este centro ajuda-nos energeticamente dando-nos uma identidade que se torna o veículo para a caminhada da nossa Alma durante esta encarnação com o objectivo de nos ajudar no nosso propósito, com auto-estima, valorizando as necessidades do próprio"EU".

O intestino delgado tem um papel muito importante na digestão e abração dos nutrientes. Quando temos um bloqueio energético nesse órgão todo o nosso Ser fica comprometido... Assim sendo há um convite para a pessoa "olhar" para a sua vida e tentar compreender o que lhe está a acontecer... o que está a vivenciar diariamente que não consegue reter e absorver? 

No intestino grosso a linguagem é mais a prisão de ventre, pois aqui a pessoa está "agarrada" a diversas crenças e tem dificuldade em se desfazer do que já não é necessário... E na Anamnese observa-se que a pessoa tem medo de ter "falta" e pensa mais na carência ...no ter...no mundo material. 

Gato Bio

Nós temos um gato. Também ele tem um intestino irritável e cheio de sensibilidades :) Ao nosso gato tudo é permitido - anda por cima de mesas quando estão vazias, sobe para os armários da cozinha e deita-se nas nossas almofadas. Mas não faz mal. Nunca "roubou" uma posta de peixe, bife ou o que seja que ficasse a descongelar em cima das bancadas ou cozinhado no prato. O nosso gato vai fazer 7 anos. Mas hoje, olhou para as nossas bolachinhas de maçã bio (secas e sem gosto algum) e decidiu que era o pitéu ideal! Foi lá e toca de lamber tal qual gelado numa tarde de sol.

As pequenas coisas que vamos partilhar

Na vida, a toda a hora, há tanta coisa maravilhosa a acontecer que é uma pena não o partilharmos. Esta frase resume o intuito deste blogue e explica-o de forma simples e concisa.

Em várias alturas do meu dia páro, olho e sinto a maravilha de um acontecimento interligado a outro, de estarmos vivos, de uma "coincidência" que acontece e penso: "isto deveria ser partilhado". Pequenas coisas de rien du tout - nadas de nada. Mas que são maravilhosas. E assim nasce e vai crescer este recanto. 

 

Obrigado a todos os que o vão acompanhar.